• A Prado Papelaria agora é correspondente Bradesco!

  • hb-sementes

    hb-sementes
  • IMG-20170911-WA0078

    IMG-20170911-WA0078
Postado por Maurício Gohmes em 17/ago/2015 - Sem Comentários

operacaovalendo_interna

Integrantes de seita foram levados para sede da Polícia Federal em Varginha (Foto: Ernane Fiuza / EPTV)

Seis líderes de uma seita religiosa foram presos durante uma operação realizada pela Polícia Federal  na manhã desta segunda-feira 17, em propriedades rurais em Minas Gerais e Bahia. A seita conhecida como “Comunidade Evangélica Jesus, a verdade que marca”, é acusada de manter fiéis em situação análoga à escravidão e se apoderar de todos os bens das vítimas. Segundo a PF, o pastor que é um dos principais líderes da seita foi preso em  Pouso Alegre-MG, e outras cinco pessoas que formariam a cúpula da seita religiosa foram detidas em Minas Gerais e Bahia.

Além disso, foram bloqueados bens que pertencem aos líderes da seita, entre eles 39 imóveis rurais em Minas Gerais e Bahia. Também foram apreendidos documentos e computadores. A polícia pediu o bloqueio, pelo Detran, de mais de 100 veículos que pertenciam à seita, incluindo carros de luxo. Os suspeitos estão presos temporariamente por cinco dias, podendo ter a prisão prorrogada por mais cinco. Eles serão levados para presídios em Três Corações-MG, São Paulo e Bahia. Os envolvidos podem responder pelos crimes de redução de pessoas à condição análoga à de escravo, tráfico de pessoas, estelionato, organização criminosa, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A pena pode chegar a 30 anos de prisão. As propriedades doadas à instituição eram automaticamente vendidas, e os valores transferidos para os líderes da seita. A organização ainda usava “laranjas”, que agiam como sócios das empresas, para quem os valores eram transferidos. Os contratos sociais dessas empresas eram alterados constantemente, o que dificultava o trabalho da polícia.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!








  • MOÇA BONITA

    MOÇA BONITA

Todos os Direitos Reservados - Desenvolvimento: Marcio Contreras | WhatsApp 7799641685 | www.blogdomarcio.com.br |