• A Prado Papelaria agora é correspondente Bradesco!

  • hb-sementes

    hb-sementes
  • IMG-20170911-WA0078

    IMG-20170911-WA0078
Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 20/ago/2015

650x375_rosemberg-pinto_1546826

Muito preocupado com a iminência de perder importantes redutos eleitorais que jugava como sendo seus, inclusive o de Itapetinga, o Deputado Rosemberg Pinto-PT andou destilando veneno nos potenciais pré-candidatos a prefeitos por esta Bahia a fora. Em Itapetinga, ganhou repercussão a polêmica entrevista que o deputado concedeu a uma emissora local, quando disse que não aceitaria em nenhuma hipótese, que o Senador Otto Alencar permitisse que seu Partido, o PSD, lançasse um candidato para concorrer com o candidato de José Carlos Moura do PT. Ora, o PSD é o mais forte partido da base aliada e tem prefeitos em mais de 150 municípios baianos, o que corresponde  a mais de 1/3 das prefeituras do Estado e é evidente que este número será ampliado em 2016, sendo, portanto, um partido de importante apoio ao governo, que reconhece que independente da postura de alguns parlamentares, os partidos têm autonomia para lançarem seus candidatos desde que estes tenham um projeto político e gozem do respaldo popular, coisa que o PT de Itapetinga –  aquela parcela comandada pelo prefeito  Zé Carlos -, há muito tempo não sabe o que é. Ameaçar um partido cuja liderança maior é um senador da república e sendo esse o maior partido da base é, no mínimo, inconveniência e despreparo político. Sabedor das asneiras proferidas pelo excelentíssimo Deputado, o Governador Ruy Costa deu um “puxão de orelha” nele e em outros que compartilham da mesma infantilidade, quando disse firmemente em entrevista a um blog regional, que ele “não pode cercear o sonho de cada candidato”. O que acontece é que o deputado Rosemberg se esquece  que mesmo querendo dar uma de Galo, ele não passa de um Pinto, desde que nasceu!


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 19/ago/2015

POSSE-ALÉCIO-2

Em entrevista ao Blog do Zé Ferreira, o vice-prefeito Alécio Chaves respondeu a diversas perguntas elaboradas pelo seu editor. Falou do desconforto de permanecer no PT e que tomará decisão até Setembro próximo. Reafirmou que antes do nome, quer discutir um projeto e alternativas para o futuro de Itapetinga.  Confira a entrevista que transcrevemos na íntegra:

Itapetinganet – Você vai permanecer no PT e disputar indicação do partido como candidato?

Alécio Chaves – É preciso que nos sintamos confortáveis onde quer que estejamos. Hoje, não me sinto confortável no partido ao qual estou filiado. É importante que antes de pensarmos um nome, pensemos uma nova agenda política para a cidade. É tempo de planejarmos a Itapetinga do futuro, e esse planejamento perpassa pelo desenvolvimento econômico e social, que é um reclame do povo itapetinguense e esta não é uma tarefa só de um partido ou do executivo, mas de toda a sociedade .

Inet – Caso a opção seja outro partido, qual o prazo para definição?

A.C. – Não estabeleci prazo, mesmo porque não estou decidindo isoladamente, como disse, a decisão de ir para um outro partido está sendo tomada em conjunto com pessoas e agremiações que pensam um projeto para o nosso município, mas quero até setembro estar com essas questões resolvidas.

Inet – Você manterá reunião com o senador Otto pra ter garantia da legenda e da candidatura como terceira via?

A.C. – Nesse início não estou discutindo candidatura com o Senador. Tenho sentado com a Deputada Ângela Sousa e o Vereador Alfredo Cabral, que têm me dado todo o apoio e partilham da mesma visão, que o mais importante é discutirmos a cidade, um novo projeto para o futuro, que atenda os anseios da comunidade, abra novas oportunidades e transforme Itapetinga no pólo que ela merece.

Inet – Você admite conversar com Michel/José Otavio da oposição e colocar seu nome como vice?

A.C. – Estou sentando com um grupo, sem definição de nomes, inclusive com prováveis candidatos, pensando um novo projeto para a cidade de Itapetinga, independente de quem seja o cabeça. Qualquer pessoa com essa visão e que queira o bem da cidade, as portas estão abertas. Em relação às duas lideranças citadas, tenho respeito e admiração, pela trajetória política e administrativa que têm, embora temos algumas divergências  em muitos pontos de vista, mas se ambos estiverem imbuídos da construção de um projeto novo e moderno, que vise a construção de uma Itapetinga desenvolvida e com melhores condições de vida para seus munícipes, evidente que estou à disposição para uma conversa nesse sentido. Em relação a vice, não estou disposto à discutir uma composição de chapa com eles nessa direção, até porquê é muito cedo para isso.

Inet – Qual seu pensamento sobre a sucessão 2016?

A.C. – Meu pensamento é que em 2016 será um bom ano para se estabelecer uma nova agenda política nessa cidade. É a hora de se estabelecer uma nova forma de fazer gestão pública nessa cidade, com a participação ampla da sociedade, democratizando as decisões que influenciam a vida de todos. É necessário um compromisso de pensar um projeto juntamente com a sociedade. Não podemos mais pensar uma cidade dividida em interesses de grupos políticos. Que não se pense somente em quatro anos, num projeto de poder, mas se pense no futuro da cidade, com a consciência que todos podemos contribuir.

Inet – E sobre a proposta Gilson PC do B de primeiro discutir projeto progressista para Itapetinga e depois o nome?

A.C. – E isto é o que estamos fazendo. O PC do B foi convidado para participar do processo. Não estamos discutindo nomes, mas pensando coletivamente um Projeto para a cidade. O Vereador Marcos Gabrielli sempre tem enfatizado a necessidade de se pensar e planejar o município. O PC do B, com sua história, há muito tempo reafirma a importância de se estabelecer um projeto para Itapetinga e não pode ficar de fora num momento tão importante. Por isso, reafirmamos o convite ao PC do B e aos vários partidos da base para esta grande tarefa.

Inet – Vc acha importante uma candidatura que esteja na base do governo ou poderá ser totalmente da oposição?

A.C. – Primeiro tem que pensar uma candidatura que agregue no município, unindo forças com a visão de se construir uma cidade melhor cada dia, de oportunidades, onde ela assuma o seu papel importantíssimo de Pólo Regional. O que não é tarefa de um só governo ou partido, mas de muitos pensando nessa direção.
É importante estar em sintonia, não só com o governo estadual, mas com todos os deputados que levaram votos daqui. É preciso que se entenda: quando a cidade cresce e se desenvolve todos ganham com ela.

Inet – Sobre o grupo do PTB de Kátia e Léo representando o deputado Antônio Brito. É possível uma composição?

A.C. – Se estiverem pensando nessa direção, priorizando o bem do município, é possível mantermos uma conversa. Além do mais, não podemos descartar o trabalho que o Deputado tem feito para a cidade e região.

Inet – Como fica o PSDB que é oposição em todas as esferas. Qual o nível de discussão e possibilidades?

A.C. – Estamos discutindo o futuro de Itapetinga. O PSDB se dispôs a participar dessa discussão contribuindo para o debate sobre a cidade. Não podemos esquecer que o Deputado Estadual Eduardo Salles (PP), é da base do governo e foi apoiado por parte do PSDB em Itapetinga. Se começarmos a excluir grupos, simplesmente estaremos repetindo o que estamos condenando. Maior do que os interesses de grupos é prioritário o interesse da cidade.

Inet – Quais suas metas principais para o município.

A.C. – As metas estão sendo discutidas coletivamente e elas estarão à disposição da população para análise e sugestão, objetivando fazer um projeto que atenda às necessidades e sejam possíveis de execução. É evidente que o desenvolvimento econômico, com ampla geração de emprego e renda, passando pela efetiva diversificação da economia, a expansão do pólo educacional e as políticas públicas de saneamento, de urbanização adequada do município, bem como melhores condições no atendimento à saúde do cidadão não podem ficar de fora da discussão e é por isso que colocaremos à disposição de todos as várias formas de participação na construção de uma nova agenda política para o município. A profissionalização da gestão é fator primordial para a construção do novo momento. O próximo governo terá a responsabilidade não só de repensar a gestão da cidade, mas o desafio de se criar uma nova mentalidade. A nossa geração não pode perder esta oportunidade. Que Deus nos dê a graça e a sabedoria para percebermos o que precisa ser feito nesse momento tão difícil para o município.


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 18/ago/2015

 2Depois de uma ausência de 15 dias, em viagem ao estado do Espírito Santo, o vice-prefeito Alécio Chaves já chegou em Itapetinga articulando uma reunião com representantes de partidos da base aliada ao governo do Estado. A reunião aconteceu no final de tarde desta terça-feira, 18, e contou com as presenças dos representantes do partidos: PSB (Jorge Ferreira, Agnelo Nunes e Rubens);  PC do B (Zé Ferreira, Jerisvaldo Pereira e o vereador Renan Coelho); PSC (Welington Brito); PRP (Mauricio Gohmes); PSD (vereador Alfredo Cabral) e o vereador Marcos Gabrielli, que apesar de ser do PT, afirma categoricamente que não vota em candidato do prefeito Zé Carlos Moura. O ex-vereador Gilson de Jesus, presidente do PC do B, justificou sua ausência devido a uma prévia agenda médica para aquele horário.

1A pauta da reunião girou em torno da construção de um Projeto Político e Administrativo que efetivamente atenda aos anseios da comunidade itapetinguense, garantindo seu desenvolvimento com geração de mais emprego e renda e melhores condições de infraestrutura aos seus munícipes. Todos os partidos e seus representantes estavam alinhados ao pensamento do vice prefeito, discutindo não nomes, mas opções de crescimento e desenvolvimento econômico para Itapetinga. Para a próxima semana já ficou agendada uma outra reunião, onde as discussões continuarão ampliando o leque de nomes que abraçam a construção de uma frente ampla e democrática. Ao contrário do que alguns pensem, a saída do vice-prefeito Alécio Chaves do PT, é tão certo como dois e dois são quatro. Ao chegar do Espírito Santo, Alécio Chaves desfez as malas da viagem e preparou a mala de saída do Partido dos Trabalhadores.


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 18/ago/2015

edgar mitchell astronaut ASTRONAUTA_497x319

Talvez você não conheça o astronauta americano Edgar Mitchell, mas ele foi o sexto homem a pisar a Lua, fazendo parte da missão Apollo 14, da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa). Em entrevista ao jornal inglês The Mirror, ele fez uma polêmica declaração de que extraterrestres já estiveram na Terra e ajudaram até a evitar uma guerra nuclear.

Segundo o astronauta, que está aposentado e com 84 anos, a Nasa sempre encobriu as informações de contato alienígena. Edgar Mitchel diz que chegou a contatar funcionários do exército americno que confirmaram ter testemunhado naves desconhecidas sobrevoando bases de mísseis e a zona de teste nuclear chamada de White Sands.

“White Sands era uma área específica para testes de armas atômicas. E era justamente nisso que os extraterrestres estavam interessados. Eles estavam analisando nossa capacidade militar. Pela minha experiência, em conversas com especialistas, ficou claro que os alienígenas estavam tentando impedir uma possível guerra, e queriam a manutenção da paz na Terra”, conta Edgar Mitchell ao jornal The Mirror.

Em 2008, o astronauta aposentado fez declarações semelhantes numa entrevista, mas a NASA desmentiu qualquer programa de monitoramento de extraterrestres ou que haja encobrimento de avistamentos e contatos com seres de outros planetas. “Mitchell é um grande americano, mas não partilhamos das suas opiniões sobre esse assunto”, diz a Nasa, em comunicado emitido à imprensa.


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 18/ago/2015


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 17/ago/2015

tiquinho-e-zé-carlos-500x331

Dr. Tiquinho e Zé Carlos (Prefeito e Vice em 2016?)

Com sérias dificuldades em arranjar um nome que reúna carisma, respaldo e capacidade de gestão, uma vez que o vice-prefeito Alécio Chaves está na iminência de deixar o Partido e o competente e respaldado vereador Marcos Gabrielli afirma categoricamente que não subirá no mesmo palanque em que esteja o atual prefeito, não resta outra alternativa ao PT local, senão apoiar um candidato do único partido que ainda lhe resta como base, o PDT, haja vista todas as outras legendas que o apoiaram em 2012, terem se desligado da atual gestão. No PT, o nome mais provável é o da atual secretária de educação, Sibele Nery, embora a mesma encontre resistência no ambiente familiar e em alguns setores do partido. Com essa dificuldade em evidência, pessoas muito próximas ao prefeito Zé Carlos confidenciaram que já há discussão em torno de uma candidatura tendo como cabeça de chapa um membro do PDT, provavelmente o Dr. Tiquinho, sobrando a vice-candidatura para o PT, no caso, com a indicação do nome de Zé Carlos Moura, o que “garantiria” maior respaldo à composição da chapa. Outra provável composição seria, com a ida do PTB do Deputado Antônio Brito para a base de apoio a Zé Carlos, uma composição tendo como cabeça de chapa a ex-vice-prefeita Kátia Espinheira e Zé Carlos Moura como vice. Essa articulação está sendo feita pelo fato do atual prefeito, por Lei, não poder sair candidato para mais uma reeleição no cargo de prefeito. Tanto PT quanto PDT consideram Zé Carlos um nome muito forte para ficar de fora de uma chapa para a sucessão municipal de 2016. Vale salientar que, em se confirmando a vice-candidatura do alcaide, o mesmo teria que se afastar do mandato seis meses antes de terminá-lo e, assim, assumiria o cargo o vice-prefeito Alécio Chaves, mas se esse à época também for candidato, teria que se afastar, sobrando para o atual presidente da Câmara Municipal, Valdeir Chagas, a assunção ao cargo de prefeito de Itapetinga, nos seis últimos meses da atual gestão. Complicada a situação do PT em Itapetinga, que está atirando pra todos os lados!


Postado por Maurício Gohmes em Sem categoria | 16/ago/2015

O músico Itapetinguense Raoni Maciel, ficou entre os 10 Finalistas no grande festival “Samsung e-festival Canção” com a música “Cadê João”. A música é de sua autoria e a letra é em parceria com seu pai, o escritor itapetinguense Antônio Maciel. No “Samsung e-festival Canção” a votação  é popular e vai até o dia 30/08. O vencedor do Festival, dentre outras premiações, dividirá o palco com o grande cantor e compositor brasileiro Milton Nascimento. Para votar é só acessar o link: http://www.efestivalcancao.com.br/#!votacao/c1apq  e confirmar o voto em seu E-mail. Vamos lá, o cara é bom! É um orgulho para nós! Assista o vídeo da canção e vote. EU JÁ VOTEI.


Página 25 de 25« Primeira...10...2122232425

  • MOÇA BONITA

    MOÇA BONITA

Todos os Direitos Reservados - Desenvolvimento: Marcio Contreras | WhatsApp 7799641685 | www.blogdomarcio.com.br |